PIB da agropecuária deve crescer 4,2% em 2004

Um estudo da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP) indica que o Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária deve aumentar 4,2% este ano. Trata-se de um crescimento superior ao do conjunto do agronegócio, que envolve também os setores de insumos, distribuição e indústria ligados à atividade rural, projetado em 3,2%. O destaque fica por conta da pecuária, cuja expansão deve atingir 5,9%. Os problemas climáticos e da ferrugem na soja devem limitar o crescimento da agricultura a 3,13%.
O PIB da agricultura está estimado em R$ 97,78 bilhões, enquanto o da pecuária deve alcançar R$ 67,14 bilhões. Ao todo, o agronegócio brasileiro deve atingir R$ 524,8 bilhões em 2004. Em nota à imprensa, o chefe do Departamento Econômico (Decon) da CNA, Getúlio Pernambuco, disse que os setores com maiores índices de crescimento estão colhendo os resultados do aumento das exportações, uma vez que “a demanda interna está reprimida”.
Getúlio baseia-se em outro estudo realizado pela CNA, que calcula o faturamento dos 25 principais produtos da agropecuária. Conforme apura o cálculo do Valor Bruto de Produção (VBP), a receita dos produtos do setor de carnes deve atingir R$ 66,4 bilhões este ano, 3,5% a mais que no ano passado. A projeção é realizada a partir dos resultados acumulados durante o primeiro semestre. O faturamento do setor de suínos deve atingir R$ 6 bilhões, 15,4% a mais que no ano passado, fruto do aumento do volume produzido e elevação dos preços médios. Na agricultura, há resultados positivos para o VBP de produtos voltados ao mercado externo. O faturamento do complexo soja deve saltar de R$ 35,4 bilhões, em 2003, para R$ 39,1 bilhões, este ano. Já o VBP da batata, produto consumido internamente, cai de R$ 2,4 bilhões para R$ 1,4 bilhão.

Fonte: Agrinova Web