Rússia aceita explicações e acaba com embargo à carne

Fabíola Salvador

São Paulo – O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, anunciou nesta manhã que a Rússia suspendeu o embargo à carne brasileira. O acordo que prevê o fim do embargo foi assinado pelo secretário de produção e comercialização do Ministério, Linneu Costa Lima, com o diretor do Serviço Federal de Supervisão Veterinária e Fitossanitária do governo da Rússia, Serguei Dankvert. Segundo o ministro Rodrigues, o acordo assinado pelo Brasil garante que nos Estados que tradicionalmente exportam carne não foi registrado foco de febre aftosa. O registro de um foco no rebanho do município de Monte Alegre, no Pará, levou a Rússia a suspender as compras de carne, no último dia 18.

“Ao assinar o acordo, o governo brasileiro deu a tranquilidade para que os compradores russos continuem importando nossas carnes”, afirmou o ministro. Ele disse ainda que um acordo fechado no governo passado, pelo então secretário de Defesa Agropecuária, Luiz Carlos de Oliveira, determina que o Estado vizinho à região do foco não pode exportar carne bovina. Por isso, o Mato Grosso não pode vender carnes para o mercado da Rússia.

Rodrigues acrescentou que essa suspensão ao Estado do Mato Grosso é provisória e pode se estender por no máximo 12 meses. Quanto a possibilidade do Brasil flexibilizar as regras para importar trigo da Rússia, o ministro disse que esse assunto foi tratado em reuniões paralelas entre Costa Lima e Dankvert, mas que não se chegou a um acordo que permitisse a importação de trigo russo. “Não houve nenhum tipo de troca”, completou Rodrigues. Com isso só a Argentina mantém o embargo à carne brasileira.


Jornal O Estado de São Paulo – 30/06/2004
http://www.estadao.com.br